Livro · Resenha

Resenha: Chocolate Amargo, de Gordon Ramsay

Olá pessoal! Na resenha de hoje aqui do blog, decidi escolher o livro Chocolate Amargo, de Gordon Ramsay. Essa resenha faz parte do Desafio Literário aqui do Máquina de Escrever Mágica, cuja meta do mês de abril era um livro para ler comendo chocolate.

O LIVRO

CHOCOLATE AMARGO é uma autobiografia do chef Gordon Ramsay, famoso pelo império gastronômico que construiu (são 27 restaurantes e dois gastropubs), pela coleção de 12 estrelas no Guia Michelin e principalmente pelo temperamento provocador, movido por competição e perfeccionismo. Quem vê Gordon Ramsay comandando a cozinha no programa Hell’s Kitchen não tem ideia do que ele passou para se tornar um dos chefs mais celebrados do mundo. Dono de uma personalidade forte e explosiva Gordon assumiu um compromisso com a excelência. E para cumprir essa meta, decidiu que precisava se dedicar ao máximo e exigir o mesmo daqueles à sua volta.

cozinha-03

No livro, o chef abre o jogo no seu melhor estilo: sem papas na língua, sendo extremamente ético e abusando do humor ácido que o tornou o cozinheiro mais famoso da televisão. Mas antes de se tornar uma estrela de TV, Gordon Ramsay teve uma infância pobre e sofreu nas mãos do pai era um alcoólatra e violento que queria ser cantor de música country. Mas conforme Gordon afirma, ainda na infância, sua única certeza era que não seria um bêbado violento como seu pai.

COZINHA E FUTEBOL

Gordon inicia seu relato sobre a vida profissional relembrando seu tempo como jogador de futebol no time juvenil do Glasgow Rangers, um famoso time da Escócia (terra natal de Ramsay). Infelizmente para o jovem Gordon uma série de lesões acabou com os planos de Gordon. Sem ter muitas outras alternativas e vendo a família passar por necessidades, foi num curso de gastronomia patrocinado pelo Rotary Club que ele descobriu sua vocação. Como já era esperado pelo jovem chef, isso só deixou seu pai ainda mais desgostoso, pois nas palavras de seu pai cozinhar era para boiolas.

FAMA E TRABALHO DURO

Ainda na juventude e já decidido a fazer carreira na gastronomia, Gordon saiu de casa e foi morar com uma de suas irmãs em um apartamento fornecido pela assistência social do governo britânico. Dali em diante, seu principal objetivo passou a ser a obtenção de três estrelas no Guia Michelin, o guia de restaurantes mais respeitado do mundo que premia e classifica os estabelecimentos como restaurantes de uma a três estrelas. Sem nunca fugir do trabalho pesado, ele conta que chegou a dormir apenas 2 horas por noite, isso quando não dormia deitando no chão do restaurante pois era preciso estar lá bem cedo e receber os suprimentos. Para ele, o mais importante era adquirir experiência trabalhando com grandes chefs, buscando aprender tudo o que pudesse para conseguir aprimorar suas técnicas.

Quem vê Gordon Ramsay em seus programas na TV, fica logo com a impressão de que ele é só mais um  babaca perfeccionista. Entretanto, em seu livro ele tenta desmitificar essa imagem, além de reconhecer parte de seus erros. Ele próprio afirma que seu passado, por mais tumultuado, não deveria ser justificativa para seus atos no presente e essa mudança, essa tentativa de se humanizar através da narrativa de sua vida é o que torna o chef Ramsay ainda mais interessante.


Título: Chocolate Amargo
Autor: Gordon Ramsay
Editora Best Seller
Páginas: 252
Compre: Amazon
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s