Livro · Resenha

Resenha: E não sobrou nenhum, de Agatha Christie

Olá pessoal! Dando sequência à série de resenhas aqui do blog, hoje vamos conhecer um pouco mais do livro E não sobrou nenhum, da rainha do crime e dos romances policiais Agatha Christie. Essa resenha faz parte do Desafio Literário aqui do Máquina de Escrever Mágica, cuja meta do mês de fevereiro era um livro para ler rápido.

O LIVRO

E NÃO SOBROU NENHUM, anteriormente publicado como “O caso dos dez negrinhos” é o maior clássico moderno das histórias de mistério. Dez pessoas diferentes recebem um mesmo convite para passar um fim de semana na remota Ilha do Soldado. Na primeira noite, após o jantar, elas ouvem uma voz acusando cada uma de um crime oculto cometido no passado. Mortes inexplicáveis e inescapáveis então se sucedem. E a cada convidado eliminado, também desaparece um dos soldadinhos que enfeitam a mesa de jantar. Quem poderia saber dos dez crimes distintos? Quem se arvoraria em seu juiz e carrasco? Como escapar da próxima execução?

e_nao_sobrou_nenhum_1404313588p

A primeira providência da autora ao iniciar a história é apresentar o leitor aos 10 personagens principais da trama: Emily Brent, Phillip Lombard, Vera Claythorne, Mr. Blore, Anthony Marston, Dr. Armstrong, General MacArthur, Juiz Wargrave e o casal Rogers. É um grupo bastante heterogêneo que desembarca na Ilha do Soldado, antiga propriedade de um milionário norte-americano. Convidados pelo misterioso Mr. U. N Owen, nenhum dos presentes tem muita certeza de por que estão ali, a despeito de conjecturas pouco convincentes que os leva a crer que passariam um agradável período de descanso em mordomia. Entretanto, já na primeira noite, o mistério e o suspense se abatem sobre eles e, num instante, todos são suspeitos, todos são vítimas e todos são culpados.

CRIME E CASTIGO

Um elemento muito comum nas histórias de Dame Agatha – e talvez o elemento que a consagrou como rainha dos romances policiais – é a presença de um crime que move toda a narrativa ao seu redor. Entretanto, ao contrário de outros livros da autora, em E não sobrou nenhum, pouquíssimas pistas são deixadas não só para os personagens como também para o leitor, que passa a maior parte da história focado em descobrir quem é a mente ardilosa que está por trás de tudo o que acontece na ilha. Neste caso, mudar de opinião acerca de quem é o assassino da história é algo muito passível de acontecer.

Particularmente, em se tratando de romances policiais, com crimes e detetives e tramas intrincadas, prefiro os livros de Sir Arthur Conan Doyle. Mas nesta obra, Dame Agatha criou uma atmosfera de mistério ao redor de seus 10 personagens que faz ser impossível abandonar o livro até terminar de lê-lo e garanto que a leitura é ligeira, tamanho o interesse que o livro desperta. É neste clima de tensão e desconforto que as mortes inexplicáveis começam e, sem comunicação com o continente devido a uma forte tempestade, a estadia transforma-se em um pesadelo. Todos se perguntam: quem é o misterioso anfitrião? Existe mais alguém na ilha? O assassino pode ser um dos convidados?

LITERATURA, FOLCLORE E RACISMO

Um fato notável acerca de E não sobrou nenhum é seu título original: O caso dos dez negrinhos. O mesmo se baseia numa canção folcórica inglesa chamada Ten Little Niggers, de tom bastante pejorativo e racista. Embora cada morte na história seja exatamente igual às estrofes da canção e embora fosse se perder parte da significação semântica folcórica, alterar o título do livro para evitar que acusações de racismo manchassem a história – e por consequência alterar o nome da ilha na qual se passa a história – foi uma decisão acertada por parte dos editores que publicaram E não sobrou nenhum fora do Reino Unido.


Título: E não sobrou nenhum
Autora: Agatha Christie
Tradutor: Renato Marques de Oliveira
Editora Globo
Páginas: 400
Compre: Amazon
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s