Livro · Resenha

Resenha: Diga Meu Nome e Eu Viverei, de Lady Sybylla

Olá pessoal! Dando sequência à série de resenhas aqui do blog, hoje vamos conhecer um pouco mais do livro Diga Meu Nome e Eu Viverei, da autora/amiga/mestra da ficção científica Lady Sybylla. Essa resenha faz parte do Desafio Literário do Momentum Saga, cuja meta que escolhi para o mês de fevereiro foi um livro autopublicado.

O LIVRO

DIGA MEU NOME E EU VIVEREI é uma distopia nacional, cheia de adrenalina e com uma bela dose de terror. A trama se passa em São Paulo, quando uma praga zumbi assola a cidade, a protagonista Júlia se sente perdida. Estudante e atendente de loja, ela precisa agora pensar em como sobreviver. A polícia executa pessoas suspeitas nas ruas, ordens de evacuação são dadas pelo governo, centros de triagens se tornam perigosos. Com 11 milhões de habitantes, São Paulo torna-se um covil para essas criaturas. Como Júlia sobreviverá a isso?

Diga Meu nome.png

O livro originalmente surgiu como uma série de contos de zumbi no finado blog Scriptonauta. Posteriormente e devido à boa repercussão que os contos tiveram nas redes sociais, a autora decidiu agrupá-los numa obra só. Depois de separar em capítulos, revisar e arrumar algumas pontas soltas na história, nasceu a narrativa de Júlia, com suas 170 páginas atuais. A jovem assiste a cidade se tornar um caos após um surto zumbi surgir nas ruas. Daí em diante, acompanhamos sua saga pela sobrevivência e como ela se transforma diante disso.

LITERATURA NACIONAL

Como boa ficção nacional, o livro nos apresenta um retrato espetacular da cidade de São Paulo e para uma leitora que conhece pouco a cidade, foi possível visualizar cada local descrito e imagina-lo sem problemas. O espaço urbano da capital paulista se tornou quase um personagem da história graças ao aproveitamento que a autora (como boa geógrafa) fez das ruas, prédios e pontos de referências de SP. Um exemplo foi o Estádio do Pacaembu, que foi transformado num centro de refugiados.

E não só de SP vive o livro. O que um leitor encontra em Diga Meu Nome e Eu Viverei é uma excelente união de elementos literários: temos alguns clichês das histórias de zumbis – que, na verdade, poderiam muito bem serem retratos da sociedade se algo como uma epidemia de zumbis acontecesse de fato – como o pânico causado pelo surto, a sede pelo poder e decadência do ser humano, que se torna capaz de fazer literalmente qualquer coisa para sobreviver e a caçada por armas, alimentos, refúgio. Porém, nada disso eclipsa o protagonismo de Júlia, pois vale lembrar, essa é a história dela.

PROTAGONISMO FEMININO

Temos outras personagens interessantes no livro, pois afinal, é uma história que explora uma pandemia global, iniciada na Ásia, que se espalha por São Paulo. Dessa forma, o leitor conhece personagens de todas as classes sociais: civis e policiais, estudantes, ricos e pobres. Inclusive os policiais merecem menção, afinal, são eles que tem maior acesso às armas (tão necessárias para matar os zumbis) e em consequência disso, percebe-se  que alguns dos vilões e mocinhos do livro são policiais e/ou militares.

Entretanto, o destaque do livro é Júlia, a moça que começa a história como uma estudante/vendedora de loja e, ao longo da história, se torna uma sobrevivente. O caso dela se encaixa no que gosto de chamar de ideal character development, ou em português: desenvolvimento ideal da personagem. Esse desenvolvimento é ideal não por ser bonitinho ou clichê como acontece em muitas histórias com protagonistas femininas. É ideal pois se encaixa na premissa da história: Júlia precisa deixar sua vida antiga para trás se quiser sobreviver aos mortos-vivos. E é exatamente isso que ela faz, ela aprende a sobreviver, ela se torna muito boa nisso. Ela não fica esperando ser salva por um herói maravilhoso, ela salva a si mesma.

Recomendo a leitura desse livro não só por tudo que mencionei acima, mas também na esperança de um dia ver Diga Meu Nome e Eu Viverei em uma editora grande.


Título: Diga Meu Nome e Eu Viverei
Autora: Lady Sybylla
Editora MS (independente)
Páginas: 170
Compre: Amazon
Anúncios

Um comentário em “Resenha: Diga Meu Nome e Eu Viverei, de Lady Sybylla

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s