Livro

Mulheres na Literatura #7 – Natsuo Kirino

Na nossa última postagem da série Mulheres na Literatura, prestamos homenagem a uma das autoras mais importantes para o feminismo: a francesa Simone de Beauvoir. Na postagem de hoje, viajamos ao outro lado do mundo, até a terra do sol nascente para conhecer um pouco mais da vida e obras de Natsuo Kirino.

84839978

Nascida em Kanazawa, Natsuo Kirino é o pseudônimo de Mariko Hashioka, uma romancista japonesa e figura proeminente no recente boom de escritoras de ficção policial japonesa. Filha de um arquiteto, Kirino passou sua juventude em Sendai, Sapporo, e finalmente se estabeleceu em Tóquio aos 14 anos de idade, onde tem residido desde então. Kirino mostrou que possuía talento como escritora ainda na infância, sendo uma criança com muita curiosidade, capaz de mergulhar completamente em seu próprio mundo da imaginação.

s-l225

Depois de se formar em Direito, Kirino trabalhou em várias áreas antes de se tornar uma escritora de ficção; incluindo programação e organização de filmes para serem exibidos em um cinema, e trabalhando como editora e escritora para uma revista. Kirino começou a escrever profissionalmente, depois de dar à luz a sua filha, aos trinta anos. No entanto, seu maior lançamento só veio aos quarenta e um anos. Natsuo se tornou famosa por seu romance Out, publicado em 1997,  que recebeu o prêmio Mystery Writers of Japan e foi um finalista do Edgar Award em 2004. Além disso, Kirino recebeu o Edogawa Rampo Prize para ficção de mistério em 1993 por seu seu romance de estréia, Kao ni Furikakaru Ame, e o Prêmio Naoki de 1999 por seu romance Yawarakana hoho. Desde então, ela escreveu treze romances completos e três volumes de contos coletivos, que foram aclamados pela crítica por seu intrigante desenvolvimento de enredo e personagens inteligentemente bem retratados, além de sua perspectiva única da sociedade japonesa após o colapso da bolha econômica.

A maioria dos romances de Kirino se concentra nas mulheres e no crime. Tipicamente em seus romances, como Out, Kirino se concentra principalmente em mulheres que fazem coisas inimagináveis, razão pela qual seus livros podem ser considerados como “noir feminista”. Ela escreve de forma convincente e realista, o que evidencia sua capacidade de colocar o leitor dentro da pele das mulheres que escreve. Ela também se empenha em dar reconhecimento às mulheres na literatura japonesa, onde muitas vezes se resignam aos papéis sexuais e domésticos.  E é por essas e outras razões, que Kirino tem sido chamada de “rainha do crime japonês”.

As obras de Natsuo Kirino podem ser adquiridas na Amazon BR, na Livraria Cultura e em outros sites.


Espero que tenham gostado, pessoal! E estou mais do que aberta para sugestões de autoras bacanas que mereçam um post só para si, ok? É só comentar aqui em baixo!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s