Pessoal

TAG: Arrependimentos literários

Como disse tão sabiamente a Lady Sybylla do Momentum Saga, na vida de leitor sempre tem arrependimentos. Um dos meus é inclusive não ter postado mais nesse blog e consequentemente não ter respondido mais TAGs bacanérrimas como essa. Mas não há nada que não possa ser consertado, não é mesmo? Quer saber quais são os meus arrependimentos nessa vida literária? É só ler abaixo!

whid1

1. Qual livro você se arrependeu de comprar porque “logo depois” encontrou por um valor bem mais baixo?

O box de As Crônicas de Artur, do Bernard Cornwell. Eu basicamente prometi a um amigo que compraria e comprei. Só pra descobrir uma semana depois, vendo uma propaganda do Submarino que eu havia pago uma pequena fortuna e o box estava sendo vendido pela metade do preço.

2. Qual livro você se arrepende por não ter lido antes?

Deuses Americanos, do Neil Gaiman. Eu já tinha lido outras obras do Neil antes e tinha amado todas. Aí, vi a notícia de que o livro viraria uma série e decidi ler. Se eu soubesse que era tão bom, eu teria lido antes com toda a certeza.

3. Se arrependimento matasse, qual livro lido seria o responsável? 

Crepúsculo. Bom, na verdade foram os quatro livros lá da Bella e do Edward. Que desperdício do meu tempo. Mas é o que dizem, né? Para se criticar alguma coisa é preciso conhecê-la.

4. Em relação ao mundo literário, do que mais se arrepende? 

De não ter lido mais aquilo que me dava vontade, independente do que fosse. Muitas vezes preferi ler coisas que sabia que não ia gostar, coisas que era meio que obrigada a ler. Hoje vejo quanto tempo perdi com isso. E tempo, infelizmente, não volta.

5. Já se arrependeu por emprestar algum livro?

SIM! Eu estava no ensino fundamental e inocentemente emprestei meu Harry Potter e a Ordem da Fênix (aquele com letrinhas prateadas na capa, 1ª edição) para uma colega de classe. A infeliz se mudou de cidade e nunca mais vi meu livro. Só uns anos depois fui conseguir completar minha coleção, mas não com a mesma edição bonita que eu tinha.

6. Qual autor você não se arrepende de ter dado uma chance? 

Luis Fernando Veríssimo. Meus deuses, como eu rio, choro e me identifico com as coisas que ele escreve. São crônicas, contos, colunas de jornal que te fazem refletir sobre literalmente tudo.

7. Se você tivesse que escolher apenas um autor para ler pra sempre, escolheria sem arrependimentos… 

J.K Rowling, sem pensar duas vezes. Leria somente as histórias da tia Jô para sempre numa boa!

8. Uma frase relacionada a esse sentimento:

Palavras são, na minha nada humilde opinião, nossa inesgotável fonte de magia. Capazes de formar grandes sofrimentos e também de remediá-los.

Alvo Dumbledore – Harry Potter e as Relíquias da Morte.


E vocês, pessoal? Quais são os arrependimentos literários de vocês? Comentem aí em baixo! Até a próxima!

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s