Conto · Livro · Novidades · Uncategorized

Suspendendo descrenças, desconstruindo universos

Que criança nunca se imaginou voando por aí ou derrotando vilões poderosos? Que criança nunca se imaginou pilotando uma nave espacial através de galáxias desconhecidas ou conhecendo raças alienígenas? Que criança nunca sonhou em ter um robô gigante ou um dinossauro de estimação? Muitos dos anseios das crianças as acompanham à medida que os anos passam e uma forma de dar vida ao que se imagina na infância é recorrer às palavras.

Nós sabemos que nem 10% das coisas extraordinárias que lemos nos livros e vemos nos filmes existe de fato, principalmente em se tratando de histórias/filmes de fantasia. Mas nos aceitamos isso mesmo assim. Nós suspendemos as nossas descrenças, somos levados pela magia, pelos efeitos especiais, pelos diálogos e pelas atuações. Assim como na fantasia, também é possível desbravar novas fronteiras da ciência e tecnologia através da ficção científica.

Enquanto que a fantasia se ocupa de elementos dotados de poder inexplicável, criaturas místicas, artefatos sobrenaturais e tramas que envolvem aventuras, jornadas, romances e guerras, o mesmo acontece no sci-fi. Troque o poder inexplicável por argumentos de embasamento científico, as criaturas místicas por aliens, os artefatos sobrenaturais por itens tecnológicos e pronto, a aventura, as jornadas, os romances e guerras continuam tão fantásticos quanto antes.

Porém, isso não é desculpa para se perpetuarem valores que a ficção especulativa (que abrange fantasia, terror e ficção científica) busca combater. É desapontante pegar um livro, seja ele impresso ou ebook e descobrir que por trás de uma capa bonita e de uma diagramação bem feita existe uma história em que transbordam racismo, machismo, homofobia, capacitismo e uma centena de outros ismos e ias que quase nos fazem desistir da literatura e da humanidade. É terrível iniciar uma leitura e não sentir a menor identificação com a trama e seus personagens. É mais terrível ainda perceber que a ficção nada mais faz do que refletir uma realidade que beira o absurdo, o inacreditável.

Foram por essas e outras razões que, lá em 2013, as escritoras Lady Sybylla e Aline Valek decidiram criar uma obra inédita no cenário literário brasileiro: assim nascia o Universo Desconstruído. Cansadas das mesmas histórias, criadas pelas mesmas mãos e destinadas para os mesmos públicos e para a felicidade de todos aqueles e aquelas que não se sentiam representados pelo que havia no mercado editorial, Sybylla e Aline tomaram para si o encargo de construir uma ficção científica diversa, representativa, maravilhosa.

Em sua primeira edição, o UD desbravou o ineditismo e se estabeleceu como referência. Por isso, foi uma surpresa e uma honra enorme ter sido convidada para participar da segunda edição. Eu já disse isso e volto a repetir pois acho que, se meus sentimentos (animação, felicidade, orgulho) não se resumem um post de blog, a ideia por trás de uma antologia de ficção científica feminista, livre de amarras e diversa é mais ou menos essa:

Coloquem personagens homossexuais, transsexuais, de gênero fluido, negros, negras, idosos, alienígenas, marginalizados e marginalizadas como protagonistas. Deem voz a quem vive silenciado. Expandam seus universos. Suspendam as suas descrenças. A Literatura precisa dar mais espaço a quem não tem.


Quem se interessou pelo Universo Desconstruído em ambas as suas edições, ficam aqui os links úteis para compra e download!

Universo Desconstruído vol. I

Universo Desconstruído vol. II


Leia também:

O que é ficção especulativa?

Suspensão da descrença

Afrofuturismo em cinco pequenos gestos

Representatividade importa, mas incomoda

Ouça também:

AntiCast 211 – As Mulheres Estão Destruindo a Ficção Científica!

Anúncios

Um comentário em “Suspendendo descrenças, desconstruindo universos

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s