Livro · Pessoal

A culpa é de quem mesmo?

becoming-jane_l
Cena do filme “Becoming Jane”.

Vamos fazer um exercício de raciocínio? É coisa rápida, juro. Pense em dez autoras mulheres que você tenha lido recentemente, não importa o gênero. Foi fácil? Eu imagino que não. Boa parte das escritoras brasileiras está cansada de dizer que o espaço para as mulheres na literatura é limitado. Se formos restringir por gêneros, é bem capaz de constatarmos que a maioria dos livros de romance e sexo publicados são de autoria feminina. Isso é bom. Mostra que pelo menos em algum nicho do mercado editorial há espaço para nós autoras.

Mas por outro lado, isso é ruim. Ruim demais pois limita e rotula as escritoras. A partir do momento que um livro hot ou chick-lit escrito por uma mulher faz sucesso, ela automaticamente passa a ser associada àquele gênero e fica difícil se dissociar dessa imagem. É claro que muitas escritoras escolhem trabalhar somente com esses temas, mas quando se aventuram fora dele, seus trabalhos nem sempre são bem recebidos pelo público e pela crítica. E quando é um homem que faz isso? Aí ele é chamado de versátil.

Então eu pergunto: de quem é a culpa pela ausência de espaço para as mulheres na literatura? Você acha mesmo que é delas? Acha mesmo que são elas que não lutam diariamente para serem reconhecidas e terem seus trabalhos publicados? Você acha mesmo que elas estão indo para o lado dos livros hot e chick-lit por vontade própria e não por saber que é o único gênero que ainda reserva um mínimo de espaço para elas? É aquela velha história de jogar a culpa por séculos de opressão em cima de quem é oprimido.

Você jogaria a culpa do Holocausto nos judeus, nos ciganos, nos negros e nos homossexuais perseguidos por Hitler? Não jogaria. E mesmo sendo uma analogia forte, eu não me arrependo por fazê-la. A culpa da falta de espaço para as mulheres na literatura nacional não é delas. É do mercado editorial que sempre seguiu alinhado com a sociedade patriarcal e conservadora desse país. Felizmente, as escritoras de hoje tem muito mais voz do que no passado, um reflexo da luta contínua das mulheres pelos seus direitos. Felizmente, as autoras atuais podem contar com uma série de recursos que antes não existiam: a internet e as redes sociais, as publicações independentes, as editoras voltadas para mulheres e por aí vai.

E se você ainda acha que a culpa pela falta de espaço para as autoras brasileiras ainda é delas, que não buscam se inserir em outros gêneros literários que não aqueles em que já se esperam que elas estejam, pense de novo, releia este texto e se pergunte: a culpa é de quem mesmo?

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s